Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Yoga na minha Vida

O Yoga ajuda a descobrir quem tu és... Tens coragem para saber a resposta?

Yoga na minha Vida

O Yoga ajuda a descobrir quem tu és... Tens coragem para saber a resposta?

Índia

Está a fazer agora 6 meses que fui à Índia!

 

Ir à Índia para mim era um sonho. Sempre me identifiquei com as cores, cheiros e principalmente os cânticos... Incrível como os Mantras fazem acordar as minhas células!

Tenho a certeza que já vivi uma outra vida neste país por sentir tão grande identificação!!!!

 

A vontade aumentou após ter lido o livro "Comer, Orar e Amar" ... Sim, também gostava, como a autora do livro, ter uma experiência de viver num Ashram e passar o dia em meditação, e a ter aulas de Yoga. Para mim seria algo extraordinário de se viver. Adoro meditação e Yoga e poder fazê-lo no seu berço seria uma experiencia para a vida.

 

Até que chega o dia em que o teu sonho se torna realidade e surge a oportunidade de o fazeres! A brincar costumo dizer que me despedi para ir à Índia, porque de facto se estivesse a trabalhar dificilmente conseguiria 3 semanas de férias para ir à aventura para o outro lado do mundo.

Decidi que seria a prenda que iria oferecer-me por ter chegado aos 40!

 

Dia 30 de Janeiro de 2017, às 4h manhã, 3 dias depois de entrar nos 40 ainda em jeito de comemoração, vejo-me no aeroporto de Lisboa com um grupo de pessoas que não conheço prontas para embarcar numa viagem que iria mudar tanto a minha vida! Embarquei na "viagem à Índia do Yoga", organizada pelos meus professores de Yoga, o Marco e o Gonçalo, os únicos que eu conhecia no grupo! Só isto me fazia sair da minha zona de conforto porque por norma viajo com amigos, em familia ou com a minha alma companheira... era a primeira vez que viajava "sozinha" o desafio era enorme para mim!

 

Saimos às 4h da manhã de Lisboa rumo à Alemanha, onde se juntou a nós o grupo que vinha do Porto com o professor Gonçalo, já estavamos todos, éramos 20! Agora rumo a Deli!

 

As horas que passamos dentro dos aviões e entre voos foram suficientes para quebrar o gelo incial e conhecermos um pouco as pessoas com quem íamos de viagem e quando todos têm o mesmo gosto, as conversas tornam-se fáceis, pois estavamos ali todos pelo mesmo motivo, o gosto pelo Yoga, pela meditação, pela Índia. Assim tornou-se fácil escolher a minha parceira com quem partilhei o meu quarto durante os 18 dias que estive na Índia, a Martinha, como lhe chamo, uma miúda do Norte que vive em Lisboa e também ela professora de Yoga. 

 

Chegar ao aeroporto de Deli, depois de 14 horas de viagem, ainda que feliz mas bastante cansada, com uma mala enorme às costas e outra na mão, cheia de calor e avistar um mar de gente à minha frente para mostrar o visto para poder entrar no país, só não me fez desesperar porque fui recebida com uns Mudrás lindissimos que estavam colocados nas paredes do aeroporto!  Adoro Mudrás! 

 

Uma hora e muito depois de aterrarmos, lá fomos nós para o hotel em Nova Deli onde ficámos duas noites.

50 minutos separavam o aeroporto do hotel. Na Índia tudo fica longe!! A primeira noite quase que não conta, já que nos deitamos já passava das 2h30 da manhã!

 

Em Deli fomos conhecer o Museu Nacional da Índia onde podemos ver as origens do Yoga.

Tivemos também aulas de Yoga com os nossos professores no Hotel onde estavamos alojados. 

 

Então vamos lá até ao destino principal, Rishikesh, a capital do mundo do Yoga :)

 

 

Aeroporto de Nova Deli

20170130_202419.jpg

 

 

Nova Deli

IMG_0021.JPGIMG_0491.JPG

O pouco de verde numa cidade tão cinzenta...

IMG_0498.JPGIMG_0482.JPG

IMG_0487.JPGIMG_0492.JPG

 

 Museu Nacional da Índia

IMG_0022.JPGIMG_0025.JPG

20170131_092025.jpgIMG_0034.JPG

IMG_0037.JPGIMG_0040.JPG

 

 Hari Om 

Susana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post